É época de eleições!

Cessada a euforia em relação à Copa do Mundo, os brasileiros se veem agora de volta à realidade: eleições. Não é nada fácil decidir quem será o presidente, os governadores, deputados federais, deputados estaduais e senadores que nos representarão no poder e que irão gerir as necessidades públicas. E qual é a função do relações-públicas neste cenário tão delicado?
É principalmente através das campanhas políticas que os eleitores conhecem e se identificam com seus candidatos. O papel das Relações Públicas nesse contexto é a de promover um entendimento entre as necessidades dos eleitores e os interesses do candidato; priorizar uma lealdade entre ambos para promover uma aceitação melhor para que a comunidade tenha atendidas suas necessidades básicas de cidadania.
No cenário político podemos dizer que “quem não é visto não é lembrado”. Entretanto a construção da imagem e da marca política deve ir além do que a aparência promete proporcionar. Precisa corresponder aos desejos dos eleitores, sendo um elemento de identificação que se diferencie daqueles dos outros concorrentes. Assim, cabe ao candidato expor-se com total transparência, fenômeno que requer, certamente, um profissional de Relações Públicas. A imagem do “produto vendido” deve ser trabalhada e os cenários que o cercam renovados, mas de forma transparente, pois a população não tem uma fonte direta de reclamação, suas respostas apenas serão claras nas urnas de votação.
As campanhas políticas devem se sustentar além das aparências e suas ferramentas de comunicação devem ser escolhidas com muito cuidado. O perfil de cada candidato é fundamental para a escolha dessas ferramentas, tendo em vista que cada um toma um posicionamento, sendo alguns mais conservadores, outros mais atentos às inovações tecnológicas e etc.
O profissional de Relações Públicas deve estar atento a essas diferenças. Ele inicia seu trabalho examinando as necessidades dos eleitores e suas expectativas quanto aos candidatos; faz-se um estudo amplo, com o propósito de conhecer ao máximo os diversos públicos, suas vontades e necessidades.
Dispondo dessas informações e conhecendo a ideologia defendida pelo partido do candidato, o profissional de RP desenvolve um plano de comunicação, que servirá de ferramenta para a elaboração tanto de campanhas eleitorais quanto de planos de governo. Os eleitores, sentindo-se participantes dos planos do candidato, dão credibilidade ao político e às políticas do partido.
O profissional de Relações Públicas tem na política, assim como em todas as outras áreas de sua atuação, um ciclo a percorrer. Mesmo após as eleições o profissional deve manter um contato permanente com os eleitores, para atualizar-se das informações e manter o controle do plano de comunicação, podendo assim antever possíveis insatisfações dos eleitores e tomar as rédeas antes que o candidato perca sua credibilidade. É um trabalho contínuo e indispensável nesta área de conflitos e posições antagônicas que é a política. Por isso o comunicador precisa estar sempre atento ao seu lado ético e moral. Somente o bom profissional de Relações Púbicas sobrevive à dinâmica política sem mudar seus valores.

Camila Ribeiro
Diretoria de Comunicação
Anúncios

3 respostas em “É época de eleições!

  1. Ótimo texto. Além de relações-públicas somos todos cidadãos. Temos que estar atentos sim às propostas para decidirmos qual candidato tem mais a oferecer ao país e etc. Mas como comunicólogos, temos que nos atentar também ao trabalho de comunicação que cerca as eleições. Profissionais muito importantes de publicidade, jornalismo, design e RP estarão envolvidos nas campanhas, é uma boa oportunidade para aprender com quem entende muito do assunto e rir um pouco com as gafes! Boa escolha de tema

  2. Um bom texto exemplificando a atuação ética dos profissionais de relações públicas em um contexto no qual é dificil encontrar ética. Parabens pelo texto RPjr!

  3. Muito interessante a matéria! O período de eleições é uma grande oportunidade das equipes de comunicação provarem a relevância e a eficiencia do seu trabalho. No Brasil já temos bons exemplos no cenário político, e a tendência é sempre melhorar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s