O potencial da identidade cultural nas estratégias de comunicação

Identidade cultural é o fator de inclusão e identificação do indivíduo com a sociedade onde ele está inserido. Dessa forma, podemos dizer que a identidade cultural fortalece o sentimento de pertencer à determinado grupo social. Segundo Stuart Hall (1999), uma identidade cultural enfatiza aspectos relacionados a nossa pertença a culturas étnicas, raciais, linguísticas, religiosas, regionais e/ou nacionais. Assim, a identidade cultural está diretamente relacionada com conceito de nação, o que ela envolve e que a torna particular. Podemos dizer então que a nação, além de uma entidade política, também é um sistema de representação cultural, composta de representações e símbolos que dão base à construção de uma identidade nacional.


Desse modo, a identidade cultural pode servir como uma estratégia de comunicação para as organizações, devido ao seu poder de identificação e assimilação entre a organização, a sociedade e seu público-alvo. Trata-se de um campo promissor, porém pouco explorado pela comunicação e seus profissionais, dentre eles o relações-públicas. Devido ao seu papel como gestor da comunicação e a sua necessidade de estar sempre atento às mudanças culturais, o relações-públicas, de acordo com Nilda Jacks (1998), ajuda organizações a se posicionarem diante de seus públicos, definindo uma identidade própria.

Utilizando este potencial da identidade cultural, que aproxima organização e públicos, trazendo maior reconhecimento e interação causada pela sensação de ambos fazerem parte de uma mesma cultura, o Banco do Brasil criou uma série de curtas-metragens baseado em estudo encomendado pelo próprio banco durante o final de 2004. O objetivo deste estudo era saber qual a expectativa dos brasileiros em relação ao banco que tem o nome do país. A partir disso, o Banco do Brasil convidou sete diretores renomados do cinema nacional para produzir sua campanha, intitulada “Sete Valores”. A intenção da campanha foi fortalecer a imagem do banco como uma instituição nacional através da assimilação entre a identidade do Banco do Brasil com a identidade cultural brasileira, aproximando os dois.


Portanto, podemos concluir que a identidade cultural pode ser utilizada na comunicação organizacional, mostrando sua capacidade de adequação à cultura local e seu poder de identificação com o público-alvo da organização, ferramentas de grande relevância ao profissional de Relações Públicas como estrategista da comunicação.




Larissa Batista e Mateus Nascimento
Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento
Anúncios

Uma resposta em “O potencial da identidade cultural nas estratégias de comunicação

  1. Acredito que esta é uma das chaves para as organizações buscarem uma aproximação com países diferentes das quais elas se originaram. Ao mesmo tempo é uma faca de 2 gumes, pois uma pseudo imagem de que determinada organização se aproxima de determinado tipo de sociedade por ter uma cultura parecida pode fechar o espaço para as empresas nacionais. Parabéns ao Banco do Brasil pela sacada e acredito que é uma ferramenta importante a ser compartilhada com o resto do empresariado brasileiro. É hora de ensinarmos e não aprender com o que vem de fora é assim que se começam a construir determinadas potencias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s