A necessidade do planejamento estratégico nas organizações

2012. Alguns dias já se passaram e o ano novo já não é mais “tão” novo assim. Todas as promessas, projetos e anseios que foram pensados terão que sair do campo das ideias e deverão ser trabalhados no decorrer desse novo período. Todavia, conseguir um resultado naquilo que se espera nem sempre é tão simples quanto parece e infelizmente, na maioria das vezes é possível contar nos dedos os planos que se realizam. Isso porque deixamos de atentar para algo que é essencial: o planejamento.

Na comunicação, particularmente para as relações públicas, a história não é diferente. O planejamento estratégico começou a ser melhor explorado recentemente por este profissional, que deixou de ser totalmente ligado às práticas operacionais e táticas e passou a voltar-se ao âmbito estratégico dentro das organizações. Isso ocorreu graças ao fato de que, para uma empresa realizar determinado objetivo ela tem necessariamente que se preparar para tal, e todos os setores que ela possui devem trabalhar em sintonia para que isso ocorra de maneira eficaz. Dar-se ao luxo de correr riscos sem uma estrutura precedente é considerado suicídio neste cenário competitivo que vivenciamos nos dias de hoje.

Assim sendo, partindo do princípio que cada “ação tem uma reação”, o planejamento estratégico procura garantir que essas reações sejam as mais favoráveis possíveis, por meio de ações pautadas em análises prévias de diversos fatores que envolvam a realidade da organização, buscando dessa forma o máximo de efetividade em seus processos. Vale ressaltar que muitas vezes este trabalho não será integrado apenas a outros setores da comunicação como marketing e publicidade, mas também com a alta administração e gerência.

O embasamento em dados obtidos por pesquisas, avaliação de cenários, classificação de públicos, diagnóstico de tendências são apenas alguns dos vieses que devem ser explorados, isto é, um estudo aprofundado sobre o todo em que a organização se insere é de suma importância. 

Não visando apenas implementar ações isoladas, o planejamento estratégico é imprescindível para diminuir riscos e incertezas, auxiliar no gerenciamento de crises e, sobretudo, para definir o posicionamento da organização de modo a estabelecer suas diretrizes e traçar seu perfil no contexto social, econômico e político.  

Após abranger toda essa realidade e compreendê-la, será muito mais fácil definir as ferramentas viáveis e estabelecer prazos coerentes para alcançar de fato os objetivos iniciais. 

Apesar de ser complexo e demandar mais tempo, o planejamento estratégico tem um papel importantíssimo que pode decidir sim o sucesso nas ações do relações-públicas tanto em curto, como em médio e longo prazo. A organização que usufruir deste tipo de planejamento estará sempre um passo a frente e pode ser considerada uma importante vantagem competitiva. 

Daiane Santana 

Diretoria Administrativa

Fontes:

Blog RPublicando

Planejamento e gestão estratégica de relações públicas nas organizações contemporâneas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s