Stefhanys, Luizas … é fato!

“A comunicação é o cerne da modernidade, isto é, inseparável deste lento movimento de emancipação do indivíduo e do nascimento da democracia” (Dominique Wolton)

O fato é que a Comunicação ganha cada vez mais espaço. Vista hoje como um importante meio estratégico para promoção e sustentação de qualquer marca, os empresários incluem a comunicação no planejamento das empresas, almejando resultados positivos com seus públicos de interesse.

Em complemento às tradicionais peças publicitárias e propagandas com famosos, que normalmente custam bem caro, destaca-se atualmente, a chamada mídia espontânea, que por definição é toda e qualquer inserção de uma marca em veículos de comunicação, sem que se pague diretamente por isso.

Bom humor, situações inusitadas e atualidades fazem grande sucesso com os brasileiros quando falamos em mídia espontânea e rendem uma visibilidade que, em alguns casos, é maior do que a mídia paga. Entretanto, a comunicação integrada e eficiente vem dizer que as propagandas juntamente com essas visualizações espontâneas garantem mais resultados e benefícios para a empresa que se utiliza desses meios. 

Facebook, YouTube, sites de notícias e blogs são os meios mais usados para alastrar boatos, comerciais, vídeos, anúncios, etc. A repercussão dos chamados “virais” estão diretamente ligados a reputação da empresa envolvida. Como exemplo, lembramos do clipe estrelado pela piauiense Stefhany Absoluta e seu Cross Fox com mais de um milhão de visualizações do vídeo e várias aparições na mídia televisiva que renderam fama nacional para a garota e mídia espontânea para a empresa Volkswagen. 

É fato também que esse tipo de mídia está cada vez mais presente nos meios de comunicação.  O mais recente sucesso, com mais de 5 milhões de visualizações no YouTube em apenas uma semana, foi o comercial do empreendimento Boulevard Saint Germain que chamou a atenção com a frase “Menos Luíza, que está no Canadá” dita pela pai da garota, o colunista Geraldo Rabello. NoTwitter a hashtag #LuizaEstanoCanada ficou em primeiro lugar no Trending Topics Brasil e, no Facebook, milhares de pessoas compartilharam o vídeo do comercial e outras paródias, além das dezenas de eventos criados para recepcionar a volta da garota paraibana. Depois de toda essa repercussão, Luiza apareceu em vários telejornais da Rede Globo, em portais de notícias, blogs e recebeu três propostas de empresas de publicidade e seu pai já aparece no novo comercial vinculado na internet da operadora de telefonia celular VIVO.

No relatório anual do blog da RPjr, a wordpress destacou todos os acessos que tivemos, e esses vieram de vários países, por muitas vezes nossos artigos e fotos publicados no Facebook foram compartilhados, nossos seguidores no Twitter fizeram menção à empresa e deram retweets em nossas postagens, e tudo isso rendeu a chamada mídia espontânea. A mensuração dos resultados é algo difícil, mas sem dúvidas, é evidente que a mídia espontânea usada corretamente traz grandes benefícios e maior visibilidade para as empresas.

Bruna Mantuan

Diretoria de Comunicação  

REFERÊNCIAS:

 IFD Blog

Portal AZ

WOLTON, Dominique. Internet, e Depois? Uma teoria crítica das novas mídias. Trad. Isabel Crossetti. Porto Alegre: Sulina, 2003

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s