Pôneis malditos, criatividade e sucesso

Você já reparou como as campanhas publicitárias fazem parte do nosso cotidiano?

Separamos uma campanha publicitária relacionada com uma das “paixões nacionais”, o carro, objeto de fixação para alguns, apenas necessidade para outros. As campanhas publicitárias sobre esse segmento deixaram de anunciar um modelo apenas, seja um estilo de vida ou uma quebra de conceito, essas campanhas não só atingiram seus objetivos de divulgação da marca e do produto como também encheram os cofres das montadoras.

Como exemplo, a campanha “Pôneis Malditos” foi febre em 2011 ao anunciar a picape Frontier da Nissan, as pessoas cantavam a música e compartilhavam o vídeo nas redes sociais.

Abaixo mostraremos alguns dados apenas para mostrar o tamanho da repercussão da campanha, os dados foram retirados de uma matéria do site da revista Veja:

Facebook
– 14 grupos foram criados. O maior deles conta com mais de 1.800 membros;
– 7 páginas foram criadas;
– 25 perfis foram criados com o nome “Pôneis Malditos”;
– 9 eventos foram criados. O maior deles conta com mais de 10.050 convidados;
– 140.042 views do vídeo partiram do Facebook.

YouTube
– 1.010 vídeos, entre remixes e reproduções da campanha, foram postados;
– O vídeo oficial conta com 6.313.664 views e 17.206 comentários;
– O vídeo foi favoritado mais de 7.000 vezes.

Com o sucesso da campanha passada, a Nissan investiu na “Cavalgada dos Pôneis Malditos”. Para anunciar a Frontier 2013, o vídeo foi lançado no dia 24 de fevereiro e já conta com mais 2.030.000 acessos no canal oficial do youtube, já mostrando sua aceitação com o público.

Criada pela Lew’Lara/TBWA, agência de publicidade da Nissan, a campanha  vende a ideia de que  quem compra a Frontier tem um estilo aventureiro e quer uma picape forte que não vai parar em qualquer terreno.

O que fica evidente é o sucesso que a campanha teve ao quebrar o conceito de propagandas com brincadeiras sutis sobre os concorrentes da mesma categoria e partiram para um estágio “esculachado” e inusitado que conquistou o público. Deixando de ser apenas um anúncio e passando a ser um entretenimento momentâneo, essa campanha mudou os conceitos tradicionais e mostrou que não há limites para a criatividade nas campanhas publicitárias o verdadeiro limite de criatividade está, apenas, nos próprios criadores.

Gabriel Paes

Diretoria de Recursos Humanos

 Fontes:

Veja Abril

Vitamina Publicitária

Acontecendo Aqui

Quatro Rodas Abril

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s