Atenção! Patrocínio também faz parte da imagem de um evento.

Quando organizamos um evento, precisamos ficar atentos a diversos detalhes que podem comprometer a imagem daquilo que estamos divulgando, seja uma empresa, um produto, ou entretenimento. Você já pensou no cuidado que as organizações precisam ter no momento em que vão captar recursos, por exemplo?

O patrocínio é uma relação comercial entre empresas e um ótimo investimento por ser uma forma de divulgação de uma marca, porém deve ser bem planejado e ter seu público-alvo bem definido. A comissão organizadora do evento precisa ficar atenta no modo em que buscará os possíveis patrocinadores para que a parceria seja condizente com o evento e seja concretizada e positiva, por isso é importante lembrar alguns pontos.

Na busca do patrocinador você deve mostrar para ele toda a estrutura do evento, onde ele irá aparecer e, além disso, qual a importância da parceria para a sua empresa e para a empresa dele. Mas para isso, é essencial que o conceito e os valores do evento estejam bem pontuados e claros, ou seja, saiba o que vocês querem apoiar e o que vocês querem transmitir para o público, seja diversão, sustentabilidade ou divulgação, para assim poder escolher as empresas que serão suas possíveis parceiras.

É de extrema importância um pensamento estratégico no momento do mapeamento dessas empresas. O organizador de um evento deve conhecer a fundo quem será seu parceiro: saber sua missão, visão, valores, histórico de atuação no mercado, possíveis problemas com públicos diversos. Não importa o ramo de atuação da empresa, o que importa é se ela tem seus valores coerentes com o ideal do evento e se o público do evento poderá ter alguma ligação com ela.

Esse ano estamos tendo um exemplo muito claro desse problema. Os organizadores de Londres 2012 fecharam um patrocínio com a Dow Chemical, empresa considerada responsável pelo desastre ambiental em Bhopal, na Índia, em 1984. Essa parceria gerou reações de repulsa por diversos públicos, incluindo pessoas que estão ligadas a organização dos Jogos Olímpicos. A indignação parte do fato de que a organização dos Jogos querer realizar o evento mais ecológico dos últimos tempos, apoiando a ideia “Uma Londres mais verde” e ao mesmo tempo ser parceira de uma empresa que já apresentou problemas com o meio ambiente e, aparentemente, não tomou providências para reverter a situação. Organizações não-governamentais, o público apoiador da mesma ideologia e até atletas indianos protestam contra essa ação, o fechamento de um acordo milionário com a Dow Chemical, ao mesmo tempo em que a empresa ainda tem dividas relacionadas ao desastre.

O descuido da Comissão Organizadora dos Jogos Olímpicos de Londres pode acarretar em diversos problemas para o evento e para o alcance do título de Jogos mais verdes, criando uma crise e uma imagem negativa. Tal acordo já gerou muitos debates e ações e, sem dúvida, ainda irá gerar muitas polêmicas e se tornará um exemplo do cuidado a ser tomado na capitação de recursos. Além disso, acompanhar as ações que serão tomadas pela organização e pela própria Dow Chemical será um ótimo aprendizado de gestão de crise para nós, comunicadores.

Mariana Carareto

Diretoria de Projetos

Referências:

Captação de recursos – da teoria à prática

Terra

Exame

Estadão

Ahe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s