RP + verde

Será que toda aquela embalagem verde é sinônimo de responsabilidade ambiental? Ou será apenas imagem para atrair mais compradores?  Será que tal empresa é realmente sustentável? Como provar ao meu público que não faço greenwashing? Dúvidas cruéis.

Saber se determinada organização é realmente sustentável é uma dificuldade da maioria das pessoas. Ainda mais nos dias de hoje, onde todos querem ter uma imagem “verde”, ou seja, (parecer) preocupados com o ambiente e, portanto, se utilizam de variados artifícios. O mais conhecido é o já citado acima greenwashing que tem por quesito básico fazer parecer que se é realmente preocupado ambientalmente.

Contudo, para tudo há uma solução. Existem variadas certificações hoje em dia que podem ajudar a escolher uma marca em detrimento de outra. A mais conhecida hoje em dia é a FSC – Conselho de Manejo Florestal em tradução livre, que tem como princípio básico a utilização consciente da madeira.

Neste contexto de certificações, existe também a ISO 14000 (Internacional Organization Standartization), que se refere à responsabilidade ambiental e garante que as organizações se moldem à política atual de minimizar os efeitos nocivos ao meio ambiente causado pelas organizações, implantando ações como reciclagem e uso consciente dos materiais, com foco na qualidade e melhoria contínua. Para a implantação desta certificação, um processo rigoroso é exigido, e são necessários esforços de toda a organização, nos três níveis: operacional, tático e estratégico. A Aneethun Cosméticos e a Embratel são exemplos de organizações que são certificadas pela ISO 14000.

Após o processo de implantação e auditoria, que pode demandar anos, e a obtenção da certificação, o trabalho não acaba. A certificação tem duração de três anos, mas é preciso realizar auditorias a cada seis meses ou um ano, e, após os três anos é necessária uma nova validação do selo, sendo um trabalho de longo prazo. Neste pensar estratégico que a atuação do profissional de relações públicas faz-se importante.

O RP pode atuar desde a conscientização dos públicos internos para a importância da obtenção da certificação, e também atuar com os públicos externos, como acionistas e consumidores, a fim de mantê-los cientes das mudanças. Além disso, também pode traçar estratégias a partir das mudanças que deverão ser tomadas dentro da organização com a implantação da ISO.

Ao final, quando a certificação for obtida, será necessário traçar estratégias de comunicação a fim de divulgar a empresa como ambientalmente responsável, livrando o público da dúvida: é real esta preocupação ou apenas greenwashing? Além disso, há a necessidade de atrair os públicos que se identifiquem com a causa “verde” e também mostrar a importância deste processo para as gerações futuras. Contudo, fica a ressalva: se a organização não tem certificação não significa necessariamente que ela não é ambientalmente responsável.

Por tudo isso, e mais uma vez, é possível perceber a gama de áreas de atuação do profissional de relações públicas. Por ser um profissional multifacetado, com foco nas estratégias, é que o RP tem espaço de atuar em vários setores de uma organização; basta entender o que se pretende com determinada ação e então, procurar a melhor forma de implantá-la. 

Bianca Cesário

Diretoria de Qualidade

 

Fonte:

Revista RP em Ação

Anúncios

2 respostas em “RP + verde

  1. Acredito que um dos principais fatores para o sucesso, é a comunicação do grupo usada como ferramenta estratégica.

    Muito bom, achei muito massa.

    Parabéns

  2. Pingback: As ideias que não terminam! | Blog da RPjr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s