Desbravando as relações públicas internacionais

Em busca de definir um escopo mais singular ao curso, profissão, teorias e conceitos das relações públicas, estudiosos da área, abordam cada vez mais o tema das relações públicas internacionais, buscando dados do passado para a formação das bases, analisando o presente para adequar-se às tendências e visualizando o futuro para não sofrer com as defasagens que as constantes mudanças de cenário podem ocasionar.

Essa pesquisa por uma visão mais singular enfrenta várias dificuldades, até mesmo na definição de um conceito. Como exemplo, os países germânios e eslavos traduzem “Relações Públicas” de uma maneira diferente do restante da Europa, que também possui uma definição diferente da norte-americana, cujo foco é mais mercadológico, diferindo-se do Brasil, que legislou a profissão, porém sem grandes efeitos na imagem do profissional perante a sociedade e ao mercado. Por último o profissional latino-americano diverge de todos os demais, pois carece de cursos específicos na área de comunicação.

Além do foco acadêmico, existe também o lado mercadológico, pois a profissão de relações públicas ganhou proporções além das fronteiras do país em um mundo cada vez mais globalizado. Essa transposição não é só geográfica, pois é pertinente conhecer a cultura, costumes, histórico, legislação e outros aspectos de um público novo e diferenciado, do qual, às vezes, os estereótipos dificultam os primeiros contatos. Isso propicia a análise de cenários, que além de posicionar o profissional na área estratégica evita gafes preparando de maneira mais efetiva os moldes da comunicação interna e externa com esses novos públicos.

Assim, incluso em um ambiente dinâmico, o profissional de relações públicas deve compreender a teoria e a parte mercadológica de sua profissão, otimizando seu trabalho e aplicando a comunicação de modo que ela se torne unitária e efetiva, como almejam os estudiosos dessa área sobre os conceitos e teorias estudados.

Felipe Marchiori

Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento

FONTE:

VAN RULER, Betteke; VERCIC, Dejan. Perspectivas européias das relações públicas. Comunicação & Sociedade. São Bernardo do Campo: UMESP, nº 39, p. 153-172, 1º sem. 2003.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s