Um dia seremos milhões!

O Ererp 2012 acabou e gostaria de começar esse texto agradecendo. Agradecendo pelo o que ele agregou para a minha carreira profissional, os laços que foram criados e pelo aprendizado que ele me proporcionou. Acredito que independente da profissão que escolhemos, nós buscamos o prazer pelo trabalho, aquela vontade de ir trabalhar indiferentemente de acordar cedo ou não. E esse prazer foi resumido, na minha opinião, pelos convidados de todos os dias do evento. Por exemplo, a mesa “O que nos une”, da qual fui mediador, me mostrou o por quê de exercer essa profissão. O brilho nos olhos dos palestrantes no momento em que falavam do amor que precisamos ter para/com essa profissão foi algo que certificou a minha escolha pelo curso.

Imagem

Para começar, nada melhor do que falar como foi possível a organização desse evento. Após uma “seleção temporal”, a COE foi formada por membros empenhados, que equilibraram bem suas tarefas extra-ERERP e tiveram muito comprometimento. Contou com a participação de João Vitor Caires (Minhoca) e Renato Belinelli (Traíra) que foram, na minha opinião, os principais responsáveis pelo engajamento e pelo sucesso do ERERP. Fizemos reuniões até de madrugada, diárias, mas sem problema, foi algo espontâneo. Começamos a viver do ERERP. Essa vivência diária, a importância desse evento para a nossa formação e a relevância da iniciativa para a profissão em todo o Brasil foram os principais motivadores para que o ERERP “saísse do papel”.

Imagem

A estruturação do evento foi toda focada no tema “Diálogos Horizontais”, compreendendo não somente a forma como organizamos o evento – sempre trabalhando de forma horizontal e procurando envolver delegações de outras universidades – mas também a forma como o evento deveria fluir. O ERERP foi então estruturado para que toda a sua programação fosse horizontal, livre de hierarquias:

  • Mesas compostas por quatro perspectivas distintas (estudante, recém-formado, acadêmico e profissional experiente) que explanavam suas ideias no mesmo intervalo de tempo
  • Oficinas que foram propostas pelos participantes do evento e demais interessados em compartilhar conhecimento
  • GD’s para debate livre sobre temas que foram escolhidos pelo grande público, através do Facebook

A ideia dos Diálogos Horizontais também teve total relação com a abordagem proposta de uma comunicação moderna, livre e alinhada com temas como Economia Criativa, Sustentabilidade, Produção Cultural e Humanização. 

E assim, o evento foi estruturado, conseguimos dialogar horizontalmente, todos falando do amor pela profissão, do que somos capazes e o que precisamos fazer juntos para a melhoria da carreira. Acredito que o ERERP cumpriu seu objetivo, passou uma boa imagem a respeito do curso e orgulhou quem esteve presente, foi motivador. Mas como tudo que é bom acaba,, o ERERP 2012 terminou com gostinho de quero mais, agora é esperar e torcer pelo ERERP 2013.  Aguardem, um dia seremos milhões!

Imagem

Gustavo de Miranda Fragoso

Trainee de Comunicação da Empresa Júnior de Relações Públicas

Comissão Organizadora do ERERP 2012

Delegado de Bauru ERERP 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s