Einstein já temia

Não é chato dividir a atenção de uma pessoa com o smartphone dela? De certa forma, talvez isso tenha se tornado normal e passa despercebido aos nossos olhos. O hábito de checar o celular a cada minuto está cada vez mais frequente na roda de amigos, no cinema e até no jantar romântico. E sim, esse comportamento merece o foco de nossas atenções, não a tela do celular.

Imagem

Esse tema já foi abordado algumas vezes aqui em nosso blog, mas tem se tornado tão preocupante recentemente que é necessário refletir. A tecnologia tem seu papel fundamental em facilitar nossa vida e assim evoluirmos. A lista de benefícios é infinita, porém chegamos num estágio que ela afeta diretamente as relações entre as pessoas, ou seja, põe em cheque nossa maior característica como ser social.

De tempos em tempos esse assunto volta à tona nas próprias redes sociais. No fim de agosto um curta-metragem se tornou um viral de sucesso na internet. Nele, a suposta protagonista esquece o celular em casa durante um dia inteiro, o resultado você pode imaginar, mas assista e veja que não é nem um pouco distante de nossa realidade:

Mesmo exagerado, o curta retrata de forma realista o que se vê em qualquer lugar, basta sair às ruas para flagrar os celulares em mãos, seja qual for a atividade que está sendo deixada em segundo plano. Se você ainda vê isso como uma tempestade em copo d’água, esse “problema social” vem sendo objeto de estudo de várias pesquisas pelo mundo.

O Instituto Jumio, de Palo Alto (Califórnia, Estados Unidos), publicou em julho uma pesquisa sobre a relação dos americanos com seus smartphones. Os resultados foram no mínimo intrigantes, já que 12% disseram que usa seu dispositivo durante o banho e 72% não consegue ficar mais de um metro e meio longe do celular. Outra estatística preocupante é o uso do celular ao volante: 55% assume que tem esse hábito perigosíssimo.

Segundo o responsável pela pesquisa, Marc Barach, esses dados são explicados pelo fato de termos uma relação muito mais pessoal com os smartphones do que com qualquer outra invenção tecnológica ─ disse em entrevista ao Fantástico em 18 de agosto.

No Brasil, com certeza não é diferente. Os brasileiros usuários dos celulares inteligentes já somam 30 milhões, com o crescimento de 86% em relação ao ano passado, realmente assustador. O uso impulsivo é ainda mais chocante:

Imagem

Felizmente, pensando na falta de interação ao vivo de seus clientes alguns estabelecimentos criaram manobras para trazer de volta o bom e velho papo na mesa do café ou do boteco. Confira a campanha da Fischer&Friends para o bar Salve Jorge, o “Copo Offline”:

Imagem


Aviso em um estabelecimento:
“Não, nós não temos wi-fi… Conversem!”

Todos nós estamos sujeitos a essa “epidemia”, já que por ser uma tecnologia de fácil acesso, se espalhou rapidamente e a ideia de representar uma novidade talvez seja a razão do uso descontrolado e viciante, o que só torna a instrução e a cautela mais necessárias ainda. Se antes os computadores te prendiam em casa, hoje os smartphones te tiram dela para te isolar do mundo, ironicamente.

É impossível parar de usar seu celular. Sim, precisamos dele. O mais sensato a se fazer é propor uma reflexão a nós mesmos sobre o quanto precisamos, como bons comunicadores devemos estar sempre conectados, ao mesmo tempo em que, pela essência, devemos primar pela comunicação em sua forma mais natural: as relações humanas. Então, usar do bom senso e do discernimento a fim de estar online para o que for realmente importante e se desconectar para aproveitar os momentos é essencial, e melhor do que ninguém saber utilizar um smartphone como um objeto da comunicação, e nada além disso.

O grande físico Albert Einstein já tinha medo do que poderia acontecer, não vamos deixar que a nossa ou as próximas gerações provem que ele estava certo.

 Imagem

Henrique Della Barba

Gerente de Comunicação

Fontes:

Brainstorm 9 (I Forgot My Phone)

Brainstorm 9 (“Copo Offline”)

OMEdI

Jumio

Uai.com – Saúde Plena

Fantástico

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s