Os vírus podem estar em sua propaganda

A Internet é um mundo complexo! Talvez não exista uma forma de comunicação que revolucionou tanto nessa era contemporânea e hoje em dia grande parte da população mundial faz ou já fez conexão com a rede mundial de computadores. Juntamente com essa revolução digital, surgiram inúmeras características, como os chamados “virais”, que começaram a surgir na metade da década dos anos 2000.  Trata-se de um vídeo lançado na rede que tinha um número grande de visualizações e um alcance gigantesco, muitas vezes até mesmo tendo repercussão mundial.

Os virais, muitas vezes, poderiam ser um vídeo engraçado, inusitado, diferente ou até mesmo uma campanha de publicidade.  Tudo que chama atenção pode se tornar um viral e muitas vezes chegam até a televisão e as rádios. Esses vídeos foram evoluindo e se transformando até mesmo num tipo de Marketing, o “marketing viral” é um fenômeno que cresceu muito, desde então, e utilizar esse fenômeno a favor da publicidade se tornou uma sacada inteligente e moderna dos dias atuais, seja para o relações-públicas ou para o publicitário.

Exemplos de virais na publicidade não faltam! Após entrevista na Copa das Confederações de 2009, o então treinador da África do Sul, Joel Santana, deu uma entrevista com um inglês bastante controverso. O vídeo se tornou um viral instantâneo, por conta do seu inglês um pouco rebuscado e confuso, o treinador virou alvo de chacota dos internautas e se tornou um sucesso certo.

Em 2013, fazendo uso desse grande alcance do modo de falar inglês do treinador, o conglomerado de empresas Procter & Gamble fez um comercial com o ele para divulgar o shampoo Head and Shoulders. No comercial, o treinador falava seu duvidoso inglês, divulgando o shampoo anticaspa e o sucesso foi absoluto, provando a efetividade do marketing viral.

Exemplos de marketing viral não faltam, a marca de produtos de higiene Old Spice também se fez valer desses artifícios. A presença do ator e humorista Terry Crews, famoso pela interpretação de Julius Rock na série “Everybody Hates Chris”, participou de uma série de comerciais inusitados: os vídeos tiveram repercussão mundial e tiveram alcance gigantesco nas redes sociais, virando até mesmo uma série contínua de propagandas e vídeos sempre com grande sucesso mundial e um humor atraente.

As redes sociais, os blogs famosos e o alcance e interesse da Internet como forma de entretenimento fizeram com que o marketing viral crescesse e se tornasse algo de muita relevância para a publicidade mundial.  Hoje, o Banco Itaú se utiliza de um bebê sorrindo que também foi um vídeo de grande alcance para fazer sua propaganda;  os “Pôneis malditos” se tornaram sucesso da montadora Nissan;  dois irmãos e sua mãe cantando uma música gospel tornaram-se uma febre na internet, e por aí vai! Ou seja, a publicidade caminha junto com o mundo virtual, e o conteúdo da Internet tem uma relevância e interligação com toda a comunicação mundial, portanto, fique atento que logo mais você verá um viral em sua propaganda.

Felipe Picoli

Consultor de Pesquisa e Desenvolvimento

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s