Conexão do Bem

Trabalho voluntário. Essas duas palavras podem não significar muito para algumas pessoas. Para outras, podem significar um amanhã melhor. Outros até acreditam que o trabalho voluntário funciona, mas não para a sua realidade. Será que se houvesse um primeiro passo, uma união entre aqueles com vontade de fazer e aqueles que precisam de ajuda para que aconteça, as palavras “trabalho voluntário” fariam mais sentido? 1

Muitos creem que bons atos podem, e devem, ser feitos, mas acabam não realizando-os por não saírem da sua zona de conforto. Normalmente, é aquela história de querer, mas não saber como, ou talvez só precisar de um “empurrãozinho”. Foi pensando nisso e na vontade de, realmente, fazer um mundo melhor e ver as coisas acontecerem que quatro amigos, de 22 a 23 anos, estudantes de Administração e com um sonho em comum criaram o Atados. O vídeo abaixo mostra bem o objetivo de tal criação:

O Movimento Atados surgiu depois de uma reunião entre os amigos e nada mais é do que simplesmente uma rede social. Sim, mais uma rede social. Em meio a era das redes sociais, cujo objetivo, na maioria das vezes, é unir amigos, familiares e fazer pessoas se conhecerem, o Atados surge com o objetivo de conectar. Mas um “conectar” diferente, conectar no sentido de unir, de ser uma ponte entre aqueles que querem ajudar e os que necessitam de ajuda.  E nós, como comunicadores, sabemos mais do que ninguém da importância das redes sociais como ferramenta para divulgação de uma ideia, ainda mais uma como esta, de uma rede social, realmente social.

Com certa ambiguidade no nome, o site visa incentivar as pessoas a acreditarem que é através de atos que construímos um amanhã melhor e que o primeiro passo é atar-se a essa corrente. Dessa forma, o site apresenta diversas ONGs e instituições que precisam de voluntários e através dele, você encontra maneiras de ajudar, da melhor forma possível. É muito simples: Você se cadastra e procura, dentre as diversas opções, um trabalho que tem a ver com você. Existem para diversas profissões, áreas e preferências. Basta escolher um dos projetos (atos), ver se as competências necessárias se aplicam às suas habilidades e o último passo é fazer acontecer. É basicamente utilizar o que você faz bem, para fazer o bem a outras pessoas, junto com aqueles que pensam e querem agir junto com você.  O vídeo a seguir, feito pelo projeto “Imagina na Copa”, explica um pouco mais sobre o Atados e mostra um dos atos, vale a pena conferir:

A brilhante e inovadora idéia nasceu em março do ano passado e em novembro o site já funcionava. Atualmente são 130 entidades cadastradas e esse número não para de crescer, assim como o número de pessoas cadastradas que hoje passa de sete mil. As divulgações são feitas através do Facebook e pelo Blog. Os criadores querem que as experiências vividas pelos voluntários sejam repassadas, assim como a vontade de fazer o bem.

Imagem

Atualmente, o site abrange apenas a capital do estado de São Paulo, mas, por pedido de outras pessoas, o Atados está indo também para Brasília, Curitiba e Rio de Janeiro. Quem sabe, se com uma divulgação maior e, principalmente, com uma vontade coletiva, uma vontade de crescer juntos, de fazer juntos, essa idéia não chega à realidade de cada vez mais pessoas?

Um bom relações-públicas sabe que a imagem de uma instituição ou entidade está muito ligada à sua responsabilidade social, mas não apenas pela forma como isso é vista externamente, mas também internamente, no feedback positivo e pessoal da boa ação.

Há quem diga que o trabalho voluntário nada mais é do que uma forma de fazer bem a si mesmo. Mas até que ponto isso é realmente relevante? Talvez no final da execução, os bons atos voltem para nós, uma vez que, se pensamos que os pequenos atos podem sim mudar o mundo, ainda mais enquanto jovens, se temos essa vontade desde já, dessa forma, e caso o objetivo seja fazer o bem sem receber em troca, o fato de receber se torna apenas algo positivo a ser acrescentado. Nesses casos, um sorriso de agradecimento nos faz sorrir também, e assim, tudo passa a fazer sentido.

Aline Martins

Diretora Administrativa

Fontes:

Atados

Revista Galileu

Atados

Atados no Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s