Um novo conceito de supermercado

Já pensou em ser dono de um supermercado? Gerenciar diversos funcionários, ver seu estabelecimento sempre cheio e seus lucros ainda maiores nas datas festivas, vender seus produtos e ter lucro ao fim do mês? Isso não é uma má ideia, mas foi pensando “fora da caixa” que empreendedores de Londres criaram um novo conceito de supermercado, o “The People’s Supermarket” ou “O Supermercado das Pessoas”.

vanessaA ideia desse novo modelo de supermercado é a seguinte: as pessoas tornam-se membros do negócio, ou seja, ser membro é ser dono também, e oferecem horas de trabalho voluntário e em troca tem direito a descontos nas compras. Além disso, os produtos têm valor reduzido em relação aos supermercados tradicionais, pois o quadro de funcionários é pequeno.

O objetivo do “Supermercado das Pessoas” é ser um comércio sustentável operando de acordo com valores baseados no desenvolvimento da comunidade. Sendo assim, algumas das características do supermercado são: não há concentração de lucro entre os “donos”, pois todo membro é também dono do negócio. De acordo com o Manual dos Funcionários, “quando você se torna um membro, começa a dividir a propriedade do negócio. Quando você anda em um supermercado tradicional, anda na loja de alguém. Quando é um membro, anda dentro da sua própria loja”.

Você deve estar se perguntando se só os membros podem comprar no supermercado. A resposta é negativa, qualquer pessoa pode ! Mas se você for um membro terá alguns benefícios, direitos e responsabilidades a cumprir, como: pagar uma taxa anual de 25 libras, trabalhar voluntariamente em um turno de quatro horas a cada quatro semanas, comprar regularmente, fazer “marketing boca-a-boca”, ou seja, divulgar o supermercado para as pessoas e manter-se informado sobre o que está acontecendo na empresa.

Uma das principais características do “The People’s Supermarket” é conectar a população urbana com a comunidade rural local, fomentando a produção de alimentos a nível local e oferecendo alimentos saudáveis e de alta qualidade com preços razoáveis. Sendo assim, as relações são boas e os fornecedores confiáveis.

Além disso, a preocupação com o meio ambiente tem destaque e visando reduzir ao máximo o desperdício de alimentos, foi criada uma “cozinha-restaurante”, na qual são preparados pratos com alimentos que tem sua data de validade próxima. Não bastasse isso, o supermercado também dá atenção especial à saúde ao não vender cigarros.

''People´s Kitchen''

”People´s Kitchen”

Um dos pontos fortes do supermercado é o de atuar enquanto provedor de recurso para o desenvolvimento da comunidade como um todo e para isso proporciona treinamentos para seus membros, que são livres de julgamento, pois qualquer um pode se tornar um membro.

Esse novo modelo de negócio parte da premissa de envolver as pessoas para que elas se apropriem de algo comum em seu cotidiano, ou seja, fazer compras no supermercado e criem juntas um novo modelo, que preza pelas relações sociais, ao criar um ambiente mais participativo, sustentável e colaborativo, que não visa apenas o lucro pelo lucro.

As características esperadas dos membros são: dedicação, energia e engajamento. Confira no vídeo abaixo depoimentos de alguns membros/donos do “The People’s Supermarket”:

Agora que você já conhece sobre o funcionamento de um supermercado não-convencional, que tal usar suas habilidades comunicacionais para empreender em novos tipos de negócios que possam impactar positivamente a sociedade?

Vanessa Sforsin

Diretora de Qualidade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s