Os diferentes posicionamentos brasileiros

Desde que os brasileiros ficaram sabendo que a sede da Copa do Mundo de 2014 seria o Brasil, os murmurinhos aumentaram cada dia mais. Alguns se incomodaram com os gastos excessivos, outros com a substituição do investimento do dinheiro público, outros com a preocupação voltada para o esporte enquanto saúde, segurança e educação estão completamente defasados. Graças a isso, as revoltas e manifestações estiveram cada vez mais presentes no nosso dia a dia.

Além dos protestos nas ruas, outro tipo de demonstração de descontentamento são as movimentações nas redes sociais, que surgem sempre que alguma novidade com relação à Copa aparece nas mídias. Novidade essa que varia desde os gastos com estádios até mesmo com uma propaganda que circula na televisão ou rádio.

No último dia 23, começou a circular na Rede Globo de televisão uma propaganda referente à Copa do Mundo no Brasil. Essa propaganda, que busca reunir todos os pontos positivos dos brasileiros e do nosso país, tem o nome ‘Somos um só’ e apresenta variações das atividades que são desenvolvidas por nós, desde nossos talentos (por exemplo, o futebol) até algumas profissões comuns neste país.

Logo que a publicidade começou a ser transmitida pela emissora de televisão, os telespectadores mais antenados notaram que pouquíssimos negros participaram dessa produção e os que estavam presentes atuam como coadjuvantes ou não têm nenhum foco nas suas ações, o que gerou uma grande indignação nos brasileiros.

O questionamento com relação à posição dos dominadores das mídias é cada vez mais frequente, visto que os negros, em sua imensa maioria, estão em posição inferior quando comparados aos brancos nas propagandas, jornais, telenovelas, etc. que estão no ar. Esse posicionamento deixa uma grande parcela da população revoltada, uma vez que o Brasil é um país com uma grande miscigenação que quase nunca é apresentada para os estrangeiros como positiva, o que demonstra a vergonha que parcela da população branca tem em fazer parte deste país característico.

Após análises desses posicionamentos adotados, as grandes influências à população brasileira, no caso as emissoras de televisão, acabam ficando com uma imagem defasada perante a fração de pessoas que se preocupa com a característica singular da variação humana que existe no Brasil. Graças a isso, torna-se muito importante a presença de relações-públicas para a gestão de crises que se dá graças à circulação de anúncios das diversas vertentes.

Desta maneira, nota-se cada vez mais a importância dos profissionais de comunicação dentro das empresas, seja para gerir crises, fazer a comunicação interna e externa, realizar eventos, gerir as mídias sociais da empresa, etc, mas tudo em prol da boa imagem da organização perante seus públicos.

Fonte:
Revista Fórum

Gabriela Monteiro
Consultora Jurídico-Financeira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s