RP will be there for you

Há 20 anos ocorreu a estreia de uma das séries de mais audiência da história da televisão. O enredo mostrava o cotidiano dos seis protagonistas que viviam momentos engraçados, inusitados e, acima de tudo, que mostravam a amizade e companheirismo entre eles. “Friends” teve início em 22 de setembro de 1994 e durou cerca de 10 anos. E mesmo após duas décadas do início da série, o programa ainda passa em diversos lugares, inclusive no Brasil.

Pra quem quer ver, ou rever, o vídeo abaixo mostra algumas das cenas mais engraçadas do seriado:

Leia o texto na íntegra no nosso site: goo.gl/A0sm6a

Pequenas ações podem gerar grandes resultados

Nos dias de hoje, existem muitos exemplos de empresas ou agências de comunicação que criam estratégias criativas para atrair os steakholders de uma maneira geral. Essas organizações buscam sempre investir em técnicas que chamem a atenção das pessoas e façam com que elas se sintam parte daquilo que consomem, ou seja, acreditem que têm uma contribuição muito especial para o produto relacionado ou até mesmo para a companhia que criada.

Neste último mês, a agência Duval Guillaume criou uma campanha para a marca Castello, uma organização muito conhecida na fabricação de queijos. A ação consiste em um museu pop-up em Nova York, onde os visitantes podem consumir as artes, ou seja, conseguem comer os produtos apresentados.

Leia o texto na íntegra no nosso site: goo.gl/eSu2IG

“Mochilar” para viver, viver para “mochilar”

Viajar, segundo o dicionário da língua portuguesa significa: percorrer, visitar e conhecer um lugar diferente. Bom, que viajar é algo incrivelmente único, a maioria das pessoas já sabe.  Mas e “mochilar”? A cada dia que passa, essa nova prática vem conquistando fãs pelo mundo inteiro. De uma maneira simples e barata, essa prática trouxe inovação em diferentes formas na hora de se conhecer países e cidades, sem citar a intensa e (literalmente) pesada bagagem cultural.

m1

E para explicar sobre o assunto, nada melhor do que a definição de um próprio mochileiro sobre sua maior paixão: […] Mochileiro é aquele que viaja por aí não necessariamente com uma mochila nas costas […] Mas que sempre tem um orçamento mais baixo e não viaja por agências de turismo. Faz o seu próprio roteiro, compra as passagens, organiza tudo. Ajuda de terceiros, só antes, porque durante a viagem só o seguro pode salvar se algo der errado. […] conseguem se virar e manter o espírito do passeio. […] Podem estar em duplas, grupos ou “sozinhos”. Sim, “sozinhos” entre aspas, porque mochileiro que é mochileiro sempre faz amizades pelo caminho e acaba tendo companhia em partes de seus trajetos. Aliás, mochileiro que é mochileiro nasce num país mas tem a alma de todos os outros, a alma do mundo. Os mochileiros buscam cultura, crescimento intelectual, amizades, histórias pra contar. São aqueles que conseguirão cativar a atenção dos seus netos quando forem contar o que viveram. Mochileiros se orgulham do que são. Sem luxo nem lixo, mas com muita paixão. Ser mochileiro é isso, viver de emoção! […]

Leia o texto na íntegra no nosso site: http://goo.gl/hxDcvy

Pagando mico, sem chocolate eu não fico!

Atenção chocólatras: esse post pode ser prejudicial à sua saúde.

Todo mundo sabe que é impossível comer Bis sem pedir bis. E foi pensando nesse poder de sedução do chocolate que a Wieden+Kennedy, de São Paulo, criou uma campanha genial para promover a marca e mostrar que as pessoas são capazes de qualquer coisa para conseguir uma caixinha de bis.

bis1

Batizada de “Zuêra Machine”, a campanha rolou em uma Universidade Paulista onde foi colocada uma máquina que podia se comunicar com seus espectadores.

Leia o texto na íntegra no nosso site: goo.gl/UOClYf

A Folha de São Paulo fez e continua fazendo bonito!

Você se lembra desse personagem?

folha

Difícil não se lembrar desse pequenino que esteve tão presente nas telinhas nos anos 90, né? A Folha de São Paulo sempre foi muito premiada por suas propagandas e já passou por agências de publicidade como DM9 (que possui clientes como a Ambev e o banco Itaú) e a Lew’Lara/TBWA (que tem a Nissan e a Gatorade como clientes).

Uma das peças mais conhecidas do jornal é a icônica propaganda que fala sobre o Hitler, veiculada em 1987 e produzida pela agência W/Brasil. Ela começa com alguns pontos pretos na tela e aos poucos uma imagem se forma, enquanto ela ainda é abstrata, o locutor fala sobre um homem que fez muitas proezas, “Este homem pegou uma nação destruída, recuperou sua economia e devolveu o orgulho de seu povo. […]’’. Ao final, quando a imagem forma o rosto do Hitler, o emissor diz que há como contar uma mentira contando várias verdades e por esse motivo os leitores precisam tomar muito cuidado com a informação que recebem. Esta propaganda está na lista das melhores propagandas da história do Brasil e ganhou diversos prêmios ao redor do mundo, inclusive o Leão de Ouro no Festival de Cannes.

Leia o texto na íntegra no nosso site: http://goo.gl/h3NkMC

A importância do endomarketing

Não é segredo que o objetivo de qualquer organização é satisfazer seus clientes. E para isso são desenvolvidas as mais diferentes técnicas para atingir excelência de produção e de abordagem desse público, a fim de que elas destaquem-se na competitividade do mercado.

Segundo o teórico de relações públicas, Bertrand Canfield, público é um determinado grupo de pessoas que estão unidas por interesses ou práticas em comum. Portanto os consumidores não são o único público a ser considerado pelas organizações, pois antes de ser um sucesso de vendas, as marcas precisam atender a demanda de seu público interno, ou seja, seus funcionários, colaboradores, representantes, etc.

Confira o texto da íntegra: http://goo.gl/rAvBxL

Legalizando o casamento gay nos Estados Unidos com a Freedom to Marry

A legalização do casamento gay nos Estado Unidos depende da legislação de cada estado. Atualmente, 18 estados consideram o casamento de pessoas do mesmo sexo legal; e com isso, a Freedom to Marryestá buscando formas de criar a simpatia da maioria à favor da causa utilizando técnicas de relações públicas.

A organização nasceu em 2003 com Evan Wolfson, um advogado civil que é um dos principais nomes da causa, e é sediada nos Estados Unidos. Ela realiza campanhas no país inteiro e acredita que o casamento é um direito de todos, porém está sendo privado de certa parcela da população.

 ftm1

 Segundo a imagem, a Freedom to Marry investiu 4,6 milhões de dólares e ajudou a arrecadar mais 2,4 milhões. Com esse dinheiro eles foram em mais de 704 mil casas, fizeram mais de 4,5 milhões de telefonemas, tiveram mais de um milhão de conversas e fizeram mais de 66 mil turnos de voluntários.

 

Confira o texto na íntegra no nosso site: http://goo.gl/CyRGHs